Após operação na Braiscompany, Polícia Federal informa que há dois mandados de prisão; Antônio Neto, dono da empresa e sua esposa estão foragidos

Após a realização da Operação da Polícia Federal e MPF na Braiscompany, em Campina Grande, a PF informou que há um mandado de prisão para Antônio Neto Ais, dono da empresa, e um de seus gerentes.

Foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão nos municípios de João Pessoa/PB, Campina Grande/PB e São Paulo/SP, 2 mandados de prisão temporária, sequestro de bens e a determinação da suspensão parcial das atividades da empresa investigada. Os nomes não foram divulgados, mas no sistema de consulta do CNPJ da empresa consta dois nomes como sócios: Fabrícia Farias Campos e Antônio Inácio da Silva Neto.

Os crimes investigados são os previstos nos arts. 7º e 16 da Lei nº 7492/86. O nome da operação é uma alusão ao aumento da dificuldade de mineração do bitcoin, que ocorre a cada 4 anos, período semelhante a ascensão e derrocada doesquema investigado.

A empresa de investimentos em criptomoedas virou algo da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, nesta quinta-feira (16) de Carnaval.

A ação deixa investidores da empresa ainda mais preocupados e tensos. Principalmente, aqueles que aplicaram muito, estão sem receber rendimentos e, em alguns casos, o próprio capital investido.

Antes pairava alguma dúvida de que eles podem levar um calote, agora, a certeza fica um pouco mais próxima. Pelo menos, até a empresa sinalizar para uma solução. O que ainda não aconteceu.

Na Operação, os agentes da PF fizeram uma varredura em endereços de pessoas ligadas à empresa em João Pessoa, Campina Grande e São Paulo.

Entre elas, a sede da companhia em Campina, no Açude Velho; em um condomínio de luxo, também na Rainha da Borborema; e em salas de um prédio de negócios, no Jardim Lula, em João Pessoa.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje Solidariedade 12 de junho de 2024 DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje Solidariedade DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar “meia secretaria de educação’’ 11 de junho de 2024 DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar "meia secretaria de educação’’ DESTAQUES: Quais nomes podem assumir as secretarias do Governo; Cartaxo deve ser o candidato do PT em JP; e Renata Nóbrega pode voltar para Secretaria de Saúde 10 de junho de 2024 DESTAQUES: Quais nomes podem assumir as secretarias do Governo; Cartaxo deve ser o candidato do PT em JP; e Renata Nóbrega pode voltar para Secretaria de Saúde DESTAQUES: Em 2026, a ALPB vai eleger um governador de forma indireta; Nominando vai ser o prefeito de JP por oito dias; e CMJP tem uma oposição definida e um novo líder 7 de junho de 2024 DESTAQUES: Em 2026, a ALPB vai eleger um governador de forma indireta; Nominando vai ser o prefeito de JP por oito dias; e CMJP tem uma oposição definida e um novo líder DESTAQUES: Quais nomes devem assumir as secretarias do governo; Republicanos vai exigir a vaga de vice de Jhony em CG; e Antônio Roberto revela qual seu destino 6 de junho de 2024 DESTAQUES: Quais nomes devem assumir as secretarias do governo; Republicanos vai exigir a vaga de vice de Jhony em CG; e Antônio Roberto revela qual seu destino

Está no Hype

Go to Top