Bolsonaro pode ser o maior cabo eleitoral do voto útil no 1º turno

Índices de rejeição ao presidente se tornam fator determinante de possível migração de eleitores para Lula

Os índices de rejeição a Jair Bolsonaro se tornaram o fator determinante daquilo que pode ser um movimento de voto útil em Lula no primeiro turno. A consolidação desses números acima do patamar de 50% elevou para o presidente o risco de o eleitor antecipar uma decisão de interromper seu governo.

Além de conquistar ou recuperar votos, Bolsonaro também precisa administrar essas taxas de rejeição para continuar no jogo. O presidente enfrenta um desafio nessa área porque o eleitorado tem mostrado uma resistência firme a seu nome e emitido sinais de sensibilidade a fatos negativos produzidos por ele.

O quadro explica um dilema da campanha de Bolsonaro nesta reta final da disputa. Nas últimas semanas, o presidente foi orientado a ajustar o tom de algumas declarações e evitar gestos mais agressivos, capazes de aumentar sua rejeição.

Bolsonaro pode precisar desse personagem agora, mais do que nunca. Ainda que ganhe votos, eles devem vir acompanhados de alguma rejeição extra —o que pode ser fatal.

As últimas pesquisas sugerem que a oposição a Bolsonaro cria uma brecha para o voto útil. Segundo o Datafolha, 70% dos eleitores de Ciro Gomes e Simone Tebet dizem não votar no presidente de jeito nenhum.

A rejeição a Lula nesse grupo também é relativamente alta (48%), mas a diferença entre os dois números pode influenciar a decisão do eleitor.

Alguns apoiadores de Ciro e Simone andam pensando no que fazer diante da urna. Pesquisa da Quaest mostrou que 33% dos eleitores do pedetista e 24% dos eleitores da emedebista topariam mudar o voto “para Lula vencer no primeiro turno”.

Essa migração parece depender menos das palavras de Ciro e Simone a seus apoiadores do que das ações de Bolsonaro. O presidente pode ser o maior cabo eleitoral do voto útil.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

Adriano Galdino é um dos nomes para disputar o Governo do Estado com o apoio de João Azevêdo – Por Gutemberg Cardoso 20 de julho de 2024 Adriano Galdino é um dos nomes para disputar o Governo do Estado com o apoio de João Azevêdo - Por Gutemberg Cardoso DESTAQUES: Romero recebe proposta dos Cunha Lima; Nilvan Ferreira ganha apoio de João Gonçalves; e Kassab, do PSD, quer Eva Gouveia como candidata a prefeita 19 de julho de 2024 DESTAQUES: Romero recebe proposta dos Cunha Lima; Nilvan Ferreira ganha apoio de João Gonçalves; e Kassab, do PSD, quer Eva Gouveia como candidata a prefeita DESTAQUES: Duas datas importantes para o futuro de Romero; Instituto crava que na PB só terá 2º turno em JP; e Efraim denuncia prefeito de Santa Luzia por demolir monumento  18 de julho de 2024 DESTAQUES: Duas datas importantes para o futuro de Romero; Instituto crava que na PB só terá 2º turno em JP; e Efraim denuncia prefeito de Santa Luzia por demolir monumento  DESTAQUES: Direção de um partido destituiu o diretório de um candidato líder nas pesquisas; Pedrito anuncia apoio a Nilvan; e Lula pode pedir a Veneziano para apoiar Cartaxo 17 de julho de 2024 DESTAQUES: Direção de um partido destituiu o diretório de um candidato líder nas pesquisas; Pedrito anuncia apoio a Nilvan; e Lula pode pedir a Veneziano para apoiar Cartaxo DESTAQUES: Quem deve ser vice de Jackson e Nilvan?; Quais partidos podem compor a chapa de Romero?; e Amanda Rodrigues encontra Márcia, ex-prefeita do Conde 16 de julho de 2024 DESTAQUES: Quem deve ser vice de Jackson e Nilvan?; Quais partidos podem compor a chapa de Romero?; e Amanda Rodrigues encontra Márcia, ex-prefeita do Conde

Está no Hype

Go to Top