Lula estuda recriar Ministério do Transportes, que pode acomodar o centrão

O governo eleito de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estuda a possibilidade de recriar o Ministério do Transportes, extinto em 2019 por Jair Bolsonaro (PL). A pasta surgiria a partir de em um desmembramento do Ministério da Infraestrutura.

Com um Orçamento gordo —previsão é de R$ 12,2 bilhões, segundo o senador Marcelo Castro (MDB-PI)—, a pasta tem atraído olhares de não aliados. Resta saber quem será contemplado.

Partidos do centrão poderiam ser “acomodados” nesse desmembramento. Segundo aliados do governo eleito, com isso, eles acabariam colaborando com a base de Lula no Congresso.

O PT está com dificuldades para reunir na Câmara os 257 votos necessários para a aprovar a PEC da Transição, que deve dar condições para o governo começar seu mandato, cumprindo minimamente suas principais promessas de campanha.

Além do centrão, o PSD é um dos interessados na vaga, por meio do senador Alexandre Silveira (PSD-MG). O partido apoia parcialmente Lula desde o primeiro turno.

Já cotado para Cidades, o PSD poderia compor uma das duas ou três vagas pensadas para o partido no novo governo —há quem diga, no entanto, que são pastas demais para poucos votos no Congresso.

Outro partido de centro-direita que entrou em negociação foi o União Brasil. O presidente Luciano Bivar tem conversado diretamente com a presidente petista Gleisi Hoffmann uma possível entrada no governo.

Caso as negociações avancem, o partido estima ficar com duas vagas:

  • Uma para o Senado, a cargo de Davi Alcolumbre (União-AP),
  • Outra para a Câmara, a cargo de Elmar Nascimento (União-BA).

Nascimento é um dos cotados para o Ministério de Minas e Energia, considerado estratégico para o PT, que também quer a pasta. O senador eleito Renan Filho (MDB-AL) é outro interessado.

PEC da Transição como chave para a escolha dos ministérios. Ontem, Lula se reuniu com o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), no hotel em que está hospedado, em Brasília. Lira não se opõe ao avanço da PEC, mas não deve liderar a articulação para aprovação do texto.

Com um pouco mais de entraves que o PT esperava, a proposta que possibilita estourar o orçamento para garantir projetos sociais pode emperrar, se não houver sucesso nos acordos.

O julgamento do Orçamento Secreto pelo STF (Supremo Tribunal Federal) está entre os pontos de atenção. Ele traz apreensão ao Congresso e é visto como delicado pelo governo —tanto que aliados tentam ao máximo desvincular a votação de Lula, que, de fato, na tem a ver, mas sempre foi crítico à manobra.

Xadrez político. Se cumprir as promessas de campanha —algo que está sendo repensado pelo futuro presidente—, o novo governo terá pelo menos 33 pastas. Entre a composição, os partidos esperam:

  • 10 a 12 ministérios para a federação PT-PCdoB-PV;
  • Até 10 para os partidos que compuseram aliança (PSB, PSOL, Rede, Solidariedade, Pros, Avante e Agir);
  • 3 ou 4 para o MDB;
  • 2 ou 3 para o PSD;
  • 2 para o União Brasil.

 

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta ‘cobra’ que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados 24 de abril de 2024 DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta 'cobra' que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla’s Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! 23 de abril de 2024 DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla's Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa 22 de abril de 2024 NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 22 de abril de 2024 DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70% 

Está no Hype

Go to Top