Por que só o Exército pode tirar acampamento golpista em Brasília?

Depois dos atos de vandalismo em Brasília na segunda-feira passada (12), aliados petistas passaram a defender a retirada imediata do acampamento bolsonarista montado em frente ao quartel-general do Exército na capital federal.

O principal motivo de preocupação é a proximidade da posse do presidente eleito Lula (PT), que deve reunir entre 100 mil e 150 mil pessoas. O receio é de que novas confusões aconteçam. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, parte dos manifestantes envolvidos nos atos de vandalismo vieram da instalação.

Entretanto, acabar com os acampamentos não é tão fácil assim. Isso porque somente a Polícia do Exército, unidade de segurança do Exército, pode tirá-los da frente dos quartéis, já que se trata de uma área militar.

Com isso, a ação da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e dos órgãos de segurança dos estados e do DF só podem agir mediante uma solicitação dos militares. O Metrópoles questionou o Exército se existe a expectativa de retirar os acampamentos, mas não houve resposta.

Lula quer fim de atos bolsonaristas

Nos bastidores, acredita-se que uma das primeiras ações do próximo presidente será pedir aos próximos comandantes-gerais das Forças Armadas a remoção das instalações em frente aos quartéis.

Antes mesmo dos atos de vandalismo, o petista já havia batido o martelo sobre a medida e compartilhado sua decisão com parlamentares da base aliada.

Os oficiais-generais que assumirão Exército, Marinha e Aeronáutica já foram selecionados por José Múcio Monteiro, futuro ministro da Defesa. São eles:

  • Exército: general Julio Cesar de Arruda, atual chefe do Departamento de Engenharia e construção. É o mais antigo da tropa;
  • Marinha: almirante de esquadra Marcos Sampaio Olsen, atual comandante de Operações Navais da Marinha;
  • Aeronáutica: tenente-brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno, atual chefe do estado-maior da Aeronáutica;
  • Comandante do Estado-maior das Forças Armadas: almirante de Esquadra Renato Rodrigues de Aguiar Freire, atual chefe do estado-maior da Marinha.

 

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

Importante partido pode estar mudando de lado na sucessão de JP – Por Gutemberg Cardoso 23 de junho de 2024 Importante partido pode estar mudando de lado na sucessão de JP - Por Gutemberg Cardoso DESTAQUES: Ruy pode ter um ex-deputado federal como vice; o publicitário Anderson Pires, que fez várias campanhas do PT, mudou de lado; e Queiroga quase foi candidato no RJ 21 de junho de 2024 DESTAQUES: Ruy pode ter um ex-deputado federal como vice; o publicitário Anderson Pires, que fez várias campanhas do PT, mudou de lado; e Queiroga quase foi candidato no RJ DESTAQUES: PT já tem o resultado da pesquisa feita entre Cida e Cartaxo; Operação Renita vai chegar nos políticos; e Arthur Lira vem participar do São João de Patos 20 de junho de 2024 DESTAQUES: PT já tem o resultado da pesquisa feita entre Cida e Cartaxo; Operação Renita vai chegar nos políticos; e Arthur Lira vem participar do São João de Patos DESTAQUES: Advogados de Chico Mendes garantem que ele será candidato; Prefeito de Patos comemora divisão da oposição; e PT já planejava apoiar Jhony Bezerra 19 de junho de 2024 DESTAQUES: Advogados de Chico Mendes garantem que ele será candidato; Prefeito de Patos comemora divisão da oposição; e PT já planejava apoiar Jhony Bezerra GRANDES FAVORITOS: Blog aponta quem lidera a corrida eleitoral nas cidades do Brejo paraibano 23 de junho de 2024 GRANDES FAVORITOS: Blog aponta quem lidera a corrida eleitoral nas cidades do Brejo paraibano

Está no Hype

Go to Top