PROCURA-SE SENADOR: Em meio às indefinições, prazo de Azevêdo para escolha do nome está acabando; confira os cotados

O período de convenções partidárias se aproxima e as indefinições quanto quem irá integrar a chapa majoritária do governador João Azevêdo (PSB) seguem gerando especulações. A preço de hoje, ambas as vagas de vice-governador e senador estão abertas.

E se publicamente a vaga de vice-governador parece estar mais disputada entre Republicanos e Progressistas, os nomes cotados para compor a chapa com candidato ao Senado ainda correm nos bastidores.

Vale lembrar que nem sempre foi assim. Por muitos meses em 2021, a vaga de senador na chapa majoritária do governador era cobiçada pelos deputados federais Efraim Filho (União) e Aguinaldo Ribeiro (PP). Enquanto Efraim foi o primeiro a se colocar como pré-candidato a Senador, Aguinaldo nunca disse publicamente que gostaria de disputar o cargo.

Após meses de batalhas nos bastidores e indefinição por parte do governador, Efraim Filho optou por se desligar do arco de alianças de Azevêdo e marchou junto com o pré-candidato a governador Pedro Cunha Lima (PSDB), compondo agora a chapa majoritária oposicionista.

Com a saída de Efraim do grupo, o caminho ficou aberto para que Aguinaldo fosse o pré-candidato a senador na chapa de João. Mesmo assim, ele evitava falar do assunto, até que marcou uma data para revelar sua posição. Foi nesse dia que Aguinaldo pegou toda a classe política de surpresa e anunciou que não disputaria o cargo de senador, mas sim a reeleição.

Com isso, as discussões para o senado na chapa de Azevêdo voltaram à ‘estaca zero’. Mesmo com essas duas posições dos deputados federais, muitos especulam que Efraim poderia voltar a fazer parte do arco de alianças de João e compor a chapa, uma vez que Aguinaldo não seria mais um empecilho.

Por outro lado, há quem diga que Aguinaldo ainda poderá rever a sua decisão de reeleição e disputar o cargo de senador na chapa de Azevêdo.

Ainda, outros nomes do próprio PSB, partido do governador, são frequentemente lembrados para ocupar o posto. É o caso de dois iniciantes na vida pública e que irão disputar pela primeira vez um mandato eletivo: os pré-candidatos a deputado federal Geraldo Medeiros (ex-secretário estadual de Saúde) e o jornalista Heron Cid.

Por último, mais recentemente, cresceu a possibilidade do vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra, em ocupar um posto na chapa majoritária de Azevêdo.

As respostas para essas dúvidas serão conhecidas, no máximo, no próximo dia 5 de agosto, quando o PSB irá realizar a sua convenção partidária para o lançamento oficial da candidatura do governador. No entanto, o próprio Azevêdo já disse que pretende divulgar os nomes escolhidos um pouco antes do evento.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta ‘cobra’ que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados 24 de abril de 2024 DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta 'cobra' que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla’s Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! 23 de abril de 2024 DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla's Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa 22 de abril de 2024 NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 22 de abril de 2024 DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70% 

Está no Hype

Go to Top