Quem é Mélenchon, líder da coalização de esquerda que surpreendeu em eleição na França

Os franceses foram às urnas neste domingo (07) para o segundo turno de uma eleição antecipada convocada pelo presidente Emmanuel Macron. Um dos grandes vencedores foi o líder da esquerda, Jean-Luc Mélenchon, que está à frente do partido França Insubmissa (LFI), um dos cinco partidos da coalizão de esquerda Novo Frente Popular (NFP), vitoriosa neste domingo.

Mélenchon celebrou os resultados das eleições legislativas com uma postagem nas redes sociais, destacando a rejeição clara do povo francês à extrema-direita e ao partido Rassemblement National (RN), que não conseguiu a maioria absoluta prevista por muitos.

“Arrancamos um resultado que nos diziam ser impossível. Nosso povo recusou claramente a pior solução para ele. O RN está longe da maioria absoluta que alguns lhe previam. É um imenso alívio para a Nova França”, escreveu no X.

 

Quem é Jean-Luc Mélenchon?

Jean-Luc Mélenchon nasceu em 19 de agosto de 1951 em Tânger, Marrocos, e é uma figura proeminente na política francesa contemporânea.

Líder do partido França Insubmissa (La France Insoumise), Mélenchon é conhecido por sua defesa de políticas de esquerda e por desafiar o status quo político na França.

Ele iniciou sua carreira política no Partido Socialista (PS) nos anos 70 e ocupou diversos cargos, incluindo o de senador pelo departamento de Essonne e ministro delegado responsável pelo Ensino Profissional no governo de Lionel Jospin.

Em 2008, insatisfeito com a direção centrista do PS, Mélenchon deixou o partido e fundou o Partido de Esquerda (Parti de Gauche). O movimento foi fundamental para a formação da coalizão de esquerda que se distanciou das políticas neoliberais.

Partido do líder da extrema-esquerda Jean-Luc Mélenchon integra a coalizão de esquerda Nova Frente Popular, vencedora da eleição parlamentar deste domingo (7) na França
Jean-Luc Mélenchon. Foto: reprodução

Em 2016, lançou o movimento França Insubmissa, que rapidamente ganhou apoio entre os eleitores desencantados com a política tradicional. O movimento é conhecido por sua abordagem populista de esquerda, focada em justiça social, ambientalismo e críticas à União Europeia.

Mélenchon concorreu à presidência da França em 2012, 2017 e 2022, alcançando resultados significativos em todas as eleições, embora não tenha avançado para o segundo turno. Suas campanhas são marcadas por discursos apaixonados e comícios animados, onde ele se destaca como um orador carismático e eficaz.

Em 2022, obteve cerca de 22% dos votos no primeiro turno, consolidando sua posição como uma das principais vozes de oposição no país.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Faltam 11 capítulos para terminar a novela Romero; Daniella Ribeiro pode ocupar uma vaga no TCE; e Galdino faz discurso em prol de sua candidatura ao governo do Estado 22 de julho de 2024 DESTAQUES: Faltam 11 capítulos para terminar a novela Romero; Daniella Ribeiro pode ocupar uma vaga no TCE; e Galdino faz discurso em prol de sua candidatura ao governo do Estado Adriano Galdino é um dos nomes para disputar o Governo do Estado com o apoio de João Azevêdo – Por Gutemberg Cardoso 20 de julho de 2024 Adriano Galdino é um dos nomes para disputar o Governo do Estado com o apoio de João Azevêdo - Por Gutemberg Cardoso DESTAQUES: Romero recebe proposta dos Cunha Lima; Nilvan Ferreira ganha apoio de João Gonçalves; e Kassab, do PSD, quer Eva Gouveia como candidata a prefeita 19 de julho de 2024 DESTAQUES: Romero recebe proposta dos Cunha Lima; Nilvan Ferreira ganha apoio de João Gonçalves; e Kassab, do PSD, quer Eva Gouveia como candidata a prefeita DESTAQUES: Duas datas importantes para o futuro de Romero; Instituto crava que na PB só terá 2º turno em JP; e Efraim denuncia prefeito de Santa Luzia por demolir monumento  18 de julho de 2024 DESTAQUES: Duas datas importantes para o futuro de Romero; Instituto crava que na PB só terá 2º turno em JP; e Efraim denuncia prefeito de Santa Luzia por demolir monumento  DESTAQUES: Direção de um partido destituiu o diretório de um candidato líder nas pesquisas; Pedrito anuncia apoio a Nilvan; e Lula pode pedir a Veneziano para apoiar Cartaxo 17 de julho de 2024 DESTAQUES: Direção de um partido destituiu o diretório de um candidato líder nas pesquisas; Pedrito anuncia apoio a Nilvan; e Lula pode pedir a Veneziano para apoiar Cartaxo

Está no Hype

Go to Top