Secretário de Segurança da Paraíba vai a Brasília para reunião com Flávio Dino

O secretário de segurança pública da Paraíba, o delegado Jean Nunes, viajou a Brasília nesta quarta-feira (25), para participar de uma reunião com o ministro da Justiça do Governo Federal, Flávio Dino. Na pauta, ações de combate ao crime organizado e à violência em parceria com a gestão federal. Secretários de outros estados também devem participar.

Em entrevista ao Sistema Arapuan, Jean Nunes disse que na primeira reunião com Dino vai discutir a transferência de mais recursos para a Segurança Pública do Estado. “Também vamos pedir capacitação para nossas forças de segurança, melhor estrutura, mais equipamentos e tudo aquilo que for necessário para melhorar esse trabalho. Faremos uma articulação mais forte com outros ministérios também”, disse.

Mais cedo, Jean Nunes falou sobre a recente onda de homicídios na Grande João Pessoa, que culminou ontem (24) com o assassinato do Sargento Wellington Santos, de 51 anos. Ele prometeu reforço no policiamento, com ênfase nos serviços de inteligência, e atribuiu o aumento dos crimes à resposta de de facções ao trabalho da polícia.

Onda de violência

Cerca de 11 homicídios aconteceram na Capital desde o último fim de semana, em bairros como Gramame, Cristo Redentor, Róger e Bairro das Indústrias, e em cidades da região metropolitana, a exemplos de Bayeux, Cabedelo, Santa Rita e Conde. “Temos enfrentado no estado uma disputa de territórios e uma inquietação em relação ao trabalho que a polícia vem fazendo, com a apreensão de uma grande quantidade de drogas”, comentou.

Jean Nunes lembrou que, nos últimos quatro anos, foram apreendidas mais de 13.600 armas e mais de 14 toneladas de drogas, o que segundo ele provocou reação de organizações criminosas que atuam no estado com o tráfico de drogas. “Isso gera um descontentamento, mas as polícias estão buscando identificar e prender esses elementos”, ressaltou o secretário, apontando que as forças de segurança deu início a prisões relacionadas aos crimes dessa semana.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Por que Deusdete é lembrado para disputar vários cargos?; PT já fez a coleta da pesquisa em JP; e prefeito Kiko escolheu errado o seu candidato em Caaporã 17 de junho de 2024 DESTAQUES: Por que Deusdete é lembrado para disputar vários cargos?; PT já fez a coleta da pesquisa em JP; e prefeito Kiko escolheu errado o seu candidato em Caaporã DESTAQUES: Por que Roberto de Souza saiu da secretaria de educação?; Jhony está atuando para frente de oposição em CG; e Indicação de Wilson filho visa 2026 14 de junho de 2024 DESTAQUES: Por que Roberto de Souza saiu da secretaria de educação?; Jhony está atuando para frente de oposição em CG; e Indicação de Wilson filho visa 2026 DESTAQUES: Por que a secretária Maria Suely foi demitida; os nomes escolhidos pelo governador foram adiantados pelo Polêmica Paraíba; e quais os motivos para Wilson Filho assumir a Educação 13 de junho de 2024 DESTAQUES: Por que a secretária Maria Suely foi demitida; os nomes escolhidos pelo governador foram adiantados pelo Polêmica Paraíba; e quais os motivos para Wilson Filho assumir a Educação DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje Solidariedade 12 de junho de 2024 DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje Solidariedade DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar “meia secretaria de educação’’ 11 de junho de 2024 DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar "meia secretaria de educação’’

Está no Hype

Go to Top