Inelegível
Candidatura de Ricardo Coutinho é ‘natimorta’ e causa ‘grave lesão’ aos cofres públicos, diz procuradora

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou, nesta quinta-feira (18), com uma ação de impugnação de registro de candidatura contra a postulação de Ricardo Coutinho (PT) ao Senado Federal nas eleições deste ano, na Paraíba. O documento para barrar a participação do ex-governador foi protocolado no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) no início da tarde.

“O montante à disposição do pretenso candidato, por sua vez, empenhado em uma candidatura absolutamente natimorta, será irrecuperável, de forma a caracterizar grave lesão ao erário e ao sistema democrático. Com efeito, os montantes públicos repassados deixariam de ser aplicados em candidaturas aptas ao escrutínio do processo democrático, o que não ocorre no presente caso, pois o impugnado é inelegível”, diz a ação assinada pela procuradora Acássia Suassuna.

Segundo o MPE, “foi possível constatar que o impugnado (Ricardo Coutinho) está inelegível, porque foi condenado pela prática de abuso de poder político com viés econômico, nas eleições do ano de 2014, ilícito reconhecido em decisão colegiada proferida pelo Tribunal Superior Eleitoral, incidindo, assim, a causa de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, d, da Lei Complementar nº 64/90”.

Acássia Suassuna também requer, na ação, uma concessão de tutela provisória de urgência para impedir que Coutinho tenha acesso a recursos de fundos públicos, devendo ser realizada a notificação da coligação e de todos os partidos que a integram, para que não efetuem o repasse de valores, sob pena de multa.

“De outra parte, o requisito do perigo de dano ou de risco ao resultado útil do processo decorre dos prejuízos aos cofres públicos, pelo financiamento de um candidato sabidamente inelegível, bem assim aos demais candidatos, que deixam de usar recursos que foram destinados a uma candidatura inviável”, argumentou a procuradora.

“Os próprios interesses democráticos da sociedade são prejudicados, já que a destinação de recursos para candidaturas inviáveis impede que aquelas candidaturas de pessoas desconhecidas, que atendem aos requisitos de probidade para o exercício do mandato, sejam difundidas”, disse ainda.

Na quarta (17), o TRE intimou o ex-governador a apresentar documentos que faltam em seu registro de candidatura para a disputa ao Senado nas eleições desse ano. Uma das solicitações diz respeito à comprovação de elegibilidade do petista.

O blog tenta falar com a assessoria do ex-governador. O presidente do PT, Jackson Macêdo, disse mais cedo que o partido vai “até o fim” com a candidatura do ex-governador.

Confira o trecho a seguir

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

<h6>Inelegível</h6>DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje SolidariedadeInelegívelCandidatura de Ricardo Coutinho é ‘natimorta’ e causa ‘grave lesão’ aos cofres públicos, diz procuradora" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 12 de junho de 2024 DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje Solidariedade <h6>Inelegível</h6>DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar “meia secretaria de educação’’InelegívelCandidatura de Ricardo Coutinho é ‘natimorta’ e causa ‘grave lesão’ aos cofres públicos, diz procuradora" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 11 de junho de 2024 DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar "meia secretaria de educação’’ <h6>Inelegível</h6>DESTAQUES: Quais nomes podem assumir as secretarias do Governo; Cartaxo deve ser o candidato do PT em JP; e Renata Nóbrega pode voltar para Secretaria de SaúdeInelegívelCandidatura de Ricardo Coutinho é ‘natimorta’ e causa ‘grave lesão’ aos cofres públicos, diz procuradora" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 10 de junho de 2024 DESTAQUES: Quais nomes podem assumir as secretarias do Governo; Cartaxo deve ser o candidato do PT em JP; e Renata Nóbrega pode voltar para Secretaria de Saúde <h6>Inelegível</h6>DESTAQUES: Em 2026, a ALPB vai eleger um governador de forma indireta; Nominando vai ser o prefeito de JP por oito dias; e CMJP tem uma oposição definida e um novo líderInelegívelCandidatura de Ricardo Coutinho é ‘natimorta’ e causa ‘grave lesão’ aos cofres públicos, diz procuradora" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 7 de junho de 2024 DESTAQUES: Em 2026, a ALPB vai eleger um governador de forma indireta; Nominando vai ser o prefeito de JP por oito dias; e CMJP tem uma oposição definida e um novo líder <h6>Inelegível</h6>DESTAQUES: Quais nomes devem assumir as secretarias do governo; Republicanos vai exigir a vaga de vice de Jhony em CG; e Antônio Roberto revela qual seu destinoInelegívelCandidatura de Ricardo Coutinho é ‘natimorta’ e causa ‘grave lesão’ aos cofres públicos, diz procuradora" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 6 de junho de 2024 DESTAQUES: Quais nomes devem assumir as secretarias do governo; Republicanos vai exigir a vaga de vice de Jhony em CG; e Antônio Roberto revela qual seu destino

Está no Hype

Go to Top