Enquanto a Base do Governo se Confronta, Ricardo Coutinho avança – Por Gildo Araújo

Há muito tempo que a Paraíba não via uma base governista tão cheia de nuances, em que não se vislumbra um norte para a chegada, e mesmo faltando apenas 4 meses para as eleições, tudo segue muito confuso e cheio de incertezas, uma “bagunça”, como disse recentemente o ex-prefeito de Campina Grande Enivaldo Ribeiro. E nesse “fogo amigo”, infelizmente, encontra-se, mais uma vez, o governador João Azevedo, que com seu estilo clássico de um principiante político tem permitido muitos embaraços em sua futura chapa para as eleições deste ano.

Neste governo parece que tudo é motivo para desavenças, e o que mais tem prevalecido é o “salvem-se quem puder”. Embora queiram transparecer para a população de que estão as mil maravilhas, o que se observa na prática é o contrário. Desde o início do governo de João Azevedo que a população só enxerga conflitos internos na base do governador, a prova disso são inúmeras perdas de lideranças políticas que vêm se acumulando durante todo esse tempo.

Parece algo planejado para ter um final desastroso. E talvez, a inexperiência política do governador em não saber conviver com esses tipos de políticos que temos na Paraíba tenha contribuído para esses conflitos. Ou ainda é possível que lhe falte uma posição mais firme na condução de todo este imbróglio.

A cada dia que passa só se vê o governador tentando resolver conflitos – que sempre dão em nada, basta observar a quantidade de lideranças que estavam com o governador e que migraram para outros partidos, tais como: Ricardo Coutinho, Veneziano, Lígia Feliciano, Damião Feliciano e Efraim Filho. Como se não bastasse, agora vem mais um embate, desta vez com o Partido Republicanos de Hugo Mota, Adriano Galdino e Wilson Santiago que buscam a vaga de vice na chapa de João Azevedo no lugar do já indicado pelo Progressistas de Aguinaldo Ribeiro e Cícero Lucena e que ainda tem a senadora Daniela Ribeiro.

A verdade é que o governador, mesmo fazendo uma boa gestão, está trilhando caminhos tortuosos em relação a sua política partidária. Um fato que também tem chamado atenção é se realmente o Republicanos está querendo a vaga de vice ou se estão apenas tergiversando para barganhar ainda mais benesses dentro da estrutura governamental, pois todos já têm plena consciência de que o vice na chapa de João Azevedo é uma indicação dos Progressistas de Aguinaldo Ribeiro e Cícero Lucena, e que certamente será o vice-prefeito de Campina Grande, Lucas Ribeiro.

Bom, a não ser que estejam encenando uma pressão para provocar arestas apenas para justificar uma possível saída do governo, o que nessas alturas da disputa eleitoral seria muito ruim para o partido que tem grande parte dos cargos dentro da gestão estadual e que tem sido bastante prestigiado em suas bases eleitorais pelo governador João Azevedo.

De toda forma, enquanto o governador tenta desatar mais um nó em sua estrutura partidária, só se vê o ex-governador Ricardo Coutinho “tratorando” todo mundo, ainda mais depois da decisão tomada pelo Ministro do STF Gilmar Mendes de enviar a ação principal da Calvário para a Justiça Eleitoral da Paraíba. Depois dessa decisão, começaram a surgir adesões à pré-candidatura de Ricardo ao Senado Federal. Só nesses 15 dias, já foram dois prefeitos que declararam espontaneamente seu apoio a Ricardo para o Senado. Um foi o prefeito de Curral de Cima, Totó Ribeiro, o outro foi o prefeito Antônio Sobrinho de Alagoa Grande, cidade importante da Microrregião do Brejo da Paraíba.

Diga-se de passagem, Sobrinho que é considerado o gestor mais bem avaliado da região pela sua performance administrativa que, inclusive, votou e já anunciou que votará novamente em João Azevedo para governador.

Diante de tudo isso, vemos que quanto ao governador João Azevedo só resta saber que nesse momento é preciso muito equilíbrio, do contrário, pode colocar tudo a perder. E que seja ele o único a tratar diretamente com o Republicanos, senão poderá ter um desfecho fatal. Quanto ao “Mago” se chegar a registrar sua candidatura não tem “Foguete” que lhe alcance, pois será indubitavelmente o Senador eleito pela Paraíba. Quem viver, verá!

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta ‘cobra’ que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados 24 de abril de 2024 DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta 'cobra' que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla’s Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! 23 de abril de 2024 DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla's Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa 22 de abril de 2024 NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 22 de abril de 2024 DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70% 

Está no Hype

Go to Top