GESTÃO CAÓTICA: CNJ vai investigar Sérgio Moro e juízes da TRF4; ENTENDA

Na sexta-feira (22), o corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, tomou uma decisão no mínimo polêmica. Ele ordenou a abertura de investigações disciplinares contra Sérgio Moro, ex-juiz da 2ª Vara Criminal de Curitiba, e os desembargadores federais Loraci Flores de Lima, João Pedro Gebran Neto e Marcelo Malucelli, todos membros do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), junto com a juíza federal Gabriela Hardt. Essas ações foram desencadeadas a partir de informações coletadas durante uma correição da Corregedoria Nacional de Justiça.

Análise de Gestão Caótica e Possíveis Violações

O relatório parcial e a análise dos processos inspecionados revelaram uma gestão caótica no controle dos valores provenientes de acordos de colaboração e leniência firmados com o Ministério Público Federal, homologados pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba. Essas descobertas indicam possíveis violações dos deveres de transparência, prudência, imparcialidade e diligência no exercício do cargo por parte de Sérgio Moro e Gabriela Hardt.

Repasses à Petrobras e Questões de Improbidade

A Corregedoria Nacional da Justiça, ao abrir uma reclamação disciplinar contra Sérgio Moro e Gabriela Hardt, focará na averiguação de indícios de violações reiteradas dos deveres do cargo. Isso se relaciona diretamente às decisões que autorizaram o repasse de mais de R$ 2 bilhões à Petrobras entre os anos de 2015 e 2019. O ministro Salomão aponta que essas autorizações foram concedidas de maneira apressada, ignorando o devido processo legal e consolidando uma verdadeira dispensa das normas estabelecidas. Além disso, os valores foram transferidos antes do trânsito em julgado de parte das ações penais, em um processo instaurado de ofício e que não incluiu a participação dos réus e investigados.

Demora na Prestação Jurisdicional e Questões Processuais

Outras três reclamações disciplinares investigarão de forma individualizada as condutas dos desembargadores João Pedro Gebran Neto, Marcelo Malucelli e Loraci Flores de Lima diante de um recurso apresentado pela Petrobras contra uma decisão da 13ª Vara Federal de Curitiba. Este processo está pendente de julgamento há mais de um ano e cinco meses, passando pela relatoria dos três magistrados sem uma análise definitiva. Essa demora gera questionamentos sobre uma possível atuação que poderia violar princípios constitucionais, a Lei Orgânica da Magistratura Nacional (LOMAN) e as diretrizes estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta ‘cobra’ que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados 24 de abril de 2024 DESTAQUES: Hugo Motta enfrenta 'cobra' que morde o Republicanos; Pollyanna tem sido o grande diferencial no governo João; e Sargento Neto diz que oposição pode pular para 17 deputados DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla’s Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! 23 de abril de 2024 DESTAQUES: Em Cajazeiras, a briga será entre 3 deputados; PSB realiza festa na Priscylla's Hall com candidatos a vereador; na UFPB, Terezinha vai ser a primeira colocada?! NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa 22 de abril de 2024 NESTA TERÇA: PSB apresenta time de candidatos a vereadores em João Pessoa DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 22 de abril de 2024 DESTAQUES: Pastor Sérgio decidiu ser vice em JP; Nilvan recebeu visita do prefeito Vitor Hugo; e governador diz que Daniela tem todo direito de tocar sua candidatura em 2026 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70% 

Está no Hype

Go to Top