Golpistas “serão tratados como criminosos”, diz Alexandre de Moraes

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, disse nesta quinta-feira (3) que aqueles que não aceitam o resultado das urnas, que definiu a derrota de Jair Bolsonaro (PL) para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), “serão tratados como criminosos” e responsabilizados por suas ações.

“Aqueles que criminosamente não estão aceitando, que estão praticando atos antidemocráticos, serão tratados como criminosos e as responsabilidades serão apuradas”, afirmou o presidente do TSE.

A declaração de Moraes ocorreu durante a primeira sessão do TSE após a eleição do último domingo (30). “As eleições acabaram, o segundo turno acabou democraticamente no último domingo. O TSE proclamou o vencedor, o vencedor será diplomado até dia 19 de dezembro e tomará posse em 1º de janeiro de 2023. Isso é democracia, isso é alternância de poder, isso é estado republicano”, disse.

O magistrado lembrou que não há como contestar o resultado da eleição e mencionou os protestos ilegais realizados por apoiadores de Bolsonaro nas rodovias do país.

“Não há como se contestar um resultado democraticamente divulgado com movimentos ilícitos, com movimentos antidemocráticos, criminosos que serão combatidos e os responsáveis responsabilizados sob a pena da lei. A democracia venceu novamente no Brasil”, disse Moraes.

Segundo o ministro as manifestações que bloquearam rodovias após as eleições são criminosas. Ele afirmou ainda que o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gonet, na última segunda-feira (31), pediu à presidência do TSE que providências fossem tomadas imediatamente contra os atos antidemocráticos.

Veja o vídeo:

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  DESTAQUES: O sonho de Lula é eleger João Azevêdo e Poliana Dutra em 2026; candidatura de Romero vira aposta em CG; e Wilson Santiago aparenta estar omisso na briga para mudar o secretário de educação 18 de abril de 2024 DESTAQUES: O sonho de Lula é eleger João Azevêdo e Poliana Dutra em 2026; candidatura de Romero vira aposta em CG; e Wilson Santiago aparenta estar omisso na briga para mudar o secretário de educação DESTAQUES: Galdino diz que Republicanos vai indicar o vice de Romero em CG; Aguinaldo foi escolhido líder da maioria no congresso; e Júnior Araújo não pensa em formar um g8 ou g11 na ALPB 17 de abril de 2024 DESTAQUES: Galdino diz que Republicanos vai indicar o vice de Romero em CG; Aguinaldo foi escolhido líder da maioria no congresso; e Júnior Araújo não pensa em formar um g8 ou g11 na ALPB DESTAQUES: Daniella Ribeiro será senadora em 2026; presidente do Sousa deve ser o vice do prefeito Tyrone; e Domiciano Cabral foi relapso e abandonou a defesa de Sara Cabral 16 de abril de 2024 DESTAQUES: Daniella Ribeiro será senadora em 2026; presidente do Sousa deve ser o vice do prefeito Tyrone; e Domiciano Cabral foi relapso e abandonou a defesa de Sara Cabral DESTAQUES: Bolsonaro dá esporro em Queiroga e Sérgio Queiroz; PL decidiu que não vai apoiar filho de Wellington Roberto em CG; e Sara Cabral não pode concorrer em Bayeux 12 de abril de 2024 DESTAQUES: Bolsonaro dá esporro em Queiroga e Sérgio Queiroz; PL decidiu que não vai apoiar filho de Wellington Roberto em CG; e Sara Cabral não pode concorrer em Bayeux

Está no Hype

Go to Top