Moro registra candidatura e declara R$ 1,6 milhão em bens, sendo R$ 392 mil no exterior

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (União-PR) declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ter quase R$ 1,6 milhão de patrimônio, conforme valor detalhado no registro de sua candidatura ao Senado para as eleições de 2022.

Segundo o documento, protocolado na noite desta quarta-feira (10), Moro tinha R$ 392 mil em uma conta corrente no exterior, além de cerca de R$ 490 mil em aplicações e investimentos no banco Itaú e na Caixa Econômica Federal.

Ele também informou ter mais dois apartamentos em Curitiba, declarados em R$ 176 mil e R$ 192 mil, um veículo de R$ 155 mil e uma sala comercial em Curitiba de R$ 45 mil.

Sua mulher, Rosângela Moro, que é candidata a deputada federal pelo mesmo partido, mas em São Paulo, declarou ter mais de R$ 1,3 milhão em bens. Somando, o patrimônio do casal beira os R$ 3 milhões.

O valor declarado por Moro é menor do que os R$ 3,7 milhões que o ex-juiz afirmou, em janeiro, ter recebido pelos serviços prestados para a consultoria americana Alvarez & Marsal.

Moro afirmou que recebeu salários brutos de US$ 45 mil durante os 12 meses em que prestou serviços para a empresa. A quantia, na verdade, foi arredondada. Documentos disponibilizados depois pelo ex-juiz apontam que o salário mensal seria de US$ 45,8 mil

Moro declarou residência em Curitiba. Em junho, o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo decidiu rejeitar a mudança de domicílio eleitoral de Moro do Paraná para São Paulo.

O ex-juiz da Operação Lava Jato havia decidido alterar sua documentação de eleitor em março, quando trocou também de partido, saindo do Podemos e indo para a União Brasil.

No novo partido, sua filiação chegou a ser questionada, pelo fato de ele estar registrado pelo estado de São Paulo e não o do Paraná, onde concorrerá ao Senado.

Na corrida pela vaga única na Casa, inclusive, Moro terá pela frente o seu padrinho dentro do ex-partido, Alvaro Dias, do Podemos, que integra a base governista de Ratinho Júnior (PSD).

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

Adriano Galdino é um dos nomes para disputar o Governo do Estado com o apoio de João Azevêdo – Por Gutemberg Cardoso 20 de julho de 2024 Adriano Galdino é um dos nomes para disputar o Governo do Estado com o apoio de João Azevêdo - Por Gutemberg Cardoso DESTAQUES: Romero recebe proposta dos Cunha Lima; Nilvan Ferreira ganha apoio de João Gonçalves; e Kassab, do PSD, quer Eva Gouveia como candidata a prefeita 19 de julho de 2024 DESTAQUES: Romero recebe proposta dos Cunha Lima; Nilvan Ferreira ganha apoio de João Gonçalves; e Kassab, do PSD, quer Eva Gouveia como candidata a prefeita DESTAQUES: Duas datas importantes para o futuro de Romero; Instituto crava que na PB só terá 2º turno em JP; e Efraim denuncia prefeito de Santa Luzia por demolir monumento  18 de julho de 2024 DESTAQUES: Duas datas importantes para o futuro de Romero; Instituto crava que na PB só terá 2º turno em JP; e Efraim denuncia prefeito de Santa Luzia por demolir monumento  DESTAQUES: Direção de um partido destituiu o diretório de um candidato líder nas pesquisas; Pedrito anuncia apoio a Nilvan; e Lula pode pedir a Veneziano para apoiar Cartaxo 17 de julho de 2024 DESTAQUES: Direção de um partido destituiu o diretório de um candidato líder nas pesquisas; Pedrito anuncia apoio a Nilvan; e Lula pode pedir a Veneziano para apoiar Cartaxo DESTAQUES: Quem deve ser vice de Jackson e Nilvan?; Quais partidos podem compor a chapa de Romero?; e Amanda Rodrigues encontra Márcia, ex-prefeita do Conde 16 de julho de 2024 DESTAQUES: Quem deve ser vice de Jackson e Nilvan?; Quais partidos podem compor a chapa de Romero?; e Amanda Rodrigues encontra Márcia, ex-prefeita do Conde

Está no Hype

Go to Top