Restrições
Nike proíbe nomes religiosos e de políticos na camisa da seleção brasileira

 

Camisa Seleção Brasileira

Camisa Seleção Brasileira

A Nike, fornecedora oficial do uniforme da seleção brasileira, fez alguns cortes nas possibilidades que os consumidores teriam para personalizar as vestes da equipe canarinha para torcer a Copa do Mundo, que acontece em novembro, no Catar. Vale lembrar que esse tipo de solicitação não pode ser feita no site oficial da empresa.

Quem optar por colocar algo mais específico em sua camisa, não vai poder, por exemplo, citar os nomes de alguns candidatos à Presidência da República. Não é possível adicionar os nomes Lula (PT,) Bolsonaro (PL), Tebet (MDB) e Ciro Gomes (PDT). Além deles, palavras como “socialismo”, “mito” e “comunismo” também aparecem como “indisponíveis” na aba de personalização, localizada no site oficial da marca.

Termos de cunhos religiosos também foram vetados. As palavras “Exu” e “Maomé” já estavam vetadas de antemão. Agora, a lista foi acrescentada com “Jesus” e “Cristo”.

Em nota, a Nike alegou que “não permite customizações com palavras que possam conter qualquer cunho religioso, político, racista ou mesmo palavrões”.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

<h6>Restrições</h6>DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje SolidariedadeRestriçõesNike proíbe nomes religiosos e de políticos na camisa da seleção brasileira" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 12 de junho de 2024 DESTAQUES: TRF-5 julgou o caso Cícero Lucena; Bruno Cunha Lima conseguiu vitória na Justiça; e operação ‘’Fundo do Poço’’ mira o antigo PROS, hoje Solidariedade <h6>Restrições</h6>DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar “meia secretaria de educação’’RestriçõesNike proíbe nomes religiosos e de políticos na camisa da seleção brasileira" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 11 de junho de 2024 DESTAQUES: Vereadores de JP estão envolvidos na Operação Mandare; Operação livro aberto chegou nos deputados; e Republicanos não deve aceitar "meia secretaria de educação’’ <h6>Restrições</h6>DESTAQUES: Quais nomes podem assumir as secretarias do Governo; Cartaxo deve ser o candidato do PT em JP; e Renata Nóbrega pode voltar para Secretaria de SaúdeRestriçõesNike proíbe nomes religiosos e de políticos na camisa da seleção brasileira" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 10 de junho de 2024 DESTAQUES: Quais nomes podem assumir as secretarias do Governo; Cartaxo deve ser o candidato do PT em JP; e Renata Nóbrega pode voltar para Secretaria de Saúde <h6>Restrições</h6>DESTAQUES: Em 2026, a ALPB vai eleger um governador de forma indireta; Nominando vai ser o prefeito de JP por oito dias; e CMJP tem uma oposição definida e um novo líderRestriçõesNike proíbe nomes religiosos e de políticos na camisa da seleção brasileira" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 7 de junho de 2024 DESTAQUES: Em 2026, a ALPB vai eleger um governador de forma indireta; Nominando vai ser o prefeito de JP por oito dias; e CMJP tem uma oposição definida e um novo líder <h6>Restrições</h6>DESTAQUES: Quais nomes devem assumir as secretarias do governo; Republicanos vai exigir a vaga de vice de Jhony em CG; e Antônio Roberto revela qual seu destinoRestriçõesNike proíbe nomes religiosos e de políticos na camisa da seleção brasileira" class="rev-slidebg tp-rs-img" data-no-retina> 6 de junho de 2024 DESTAQUES: Quais nomes devem assumir as secretarias do governo; Republicanos vai exigir a vaga de vice de Jhony em CG; e Antônio Roberto revela qual seu destino

Está no Hype

Go to Top