PARANÁ PESQUISAS: Lula aparece com 40,1% e Bolsonaro tem 32,7%; Moro e Ciro estão empatados

Uma nova pesquisa realizada Instituto Paraná Pesquisas mostrou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como líder na corrida pela cadeira presidencial nas eleições 2022.

O petista tem 40,1% das intenções de voto no principal cenário da pesquisa estimulada. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar, com 32,7%.

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro (União Brasil) tem 7,1% das intenções de voto. Ele aparece empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT), que tem 5,4%.

Em seguida, também empatados na margem de erro do levantamento, estão João Doria (PSDB), com 2,3%, André Janones (Avante), com 1,1%, Simone Tebet (MDB), que tem 0,6% e Luiz Felipe D’Ávila (Novo), que soma 0,1%. Os que declaram não votar em nenhum candidato contabilizam 6,9%. Outros 3,7% não souberam ou não quiseram responder.

O cenário não considera as pré-candidaturas de Rodrigo Pacheco (PSD) e Alessandro Vieira (PSDB).

No único cenário sem o ex-juiz Sergio Moro, Lula tem 41,5% e Bolsonaro, 35,3%.

Nessa mesma sondagem, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) aparece em 3º lugar, com 5,8%, empatado com o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), que soma 3,1%. O deputado federal André Janones (NOVO) fica com 1,2%.

Brancos e nulos somaram 8,8%. Não sabe, ou não responderam, foram 4,3%.

Segundo turno
O levantamento do Paraná Pesquisas aponta que Lula venceria Bolsonaro em eventual segundo turno por 47,1% a 38,5%.

A pesquisa, contratada pela BGC Liquidez, ouviu 2.020 eleitores em 26 estados e no Distrito Federal, entre os dias 31 de março e 5 de abril de 2022. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O registro no Tribunal Superior Eleitoral é BR-08065/2022.

Pesquisa espontânea
Na pesquisa espontânea, quando os nomes dos pré-candidatos não são apresentados aos entrevistados, Lula e Bolsonaro aparecem empatados na margem de erro. O petista tem 26,8% contra 23% do presidente.

No total, 36,4% das pessoas não sabem ou não responderam, enquanto 9,7% votariam nulo ou branco.

A seguir, estão Ciro Gomes (1,6%), Sergio Moro (1,3%), e João Doria (0,4%). André Janones aparece com 0,3%. Eduardo Leite tem 0,2%. Os outros nomes somaram 0,3%.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  DESTAQUES: O sonho de Lula é eleger João Azevêdo e Poliana Dutra em 2026; candidatura de Romero vira aposta em CG; e Wilson Santiago aparenta estar omisso na briga para mudar o secretário de educação 18 de abril de 2024 DESTAQUES: O sonho de Lula é eleger João Azevêdo e Poliana Dutra em 2026; candidatura de Romero vira aposta em CG; e Wilson Santiago aparenta estar omisso na briga para mudar o secretário de educação DESTAQUES: Galdino diz que Republicanos vai indicar o vice de Romero em CG; Aguinaldo foi escolhido líder da maioria no congresso; e Júnior Araújo não pensa em formar um g8 ou g11 na ALPB 17 de abril de 2024 DESTAQUES: Galdino diz que Republicanos vai indicar o vice de Romero em CG; Aguinaldo foi escolhido líder da maioria no congresso; e Júnior Araújo não pensa em formar um g8 ou g11 na ALPB DESTAQUES: Daniella Ribeiro será senadora em 2026; presidente do Sousa deve ser o vice do prefeito Tyrone; e Domiciano Cabral foi relapso e abandonou a defesa de Sara Cabral 16 de abril de 2024 DESTAQUES: Daniella Ribeiro será senadora em 2026; presidente do Sousa deve ser o vice do prefeito Tyrone; e Domiciano Cabral foi relapso e abandonou a defesa de Sara Cabral DESTAQUES: Bolsonaro dá esporro em Queiroga e Sérgio Queiroz; PL decidiu que não vai apoiar filho de Wellington Roberto em CG; e Sara Cabral não pode concorrer em Bayeux 12 de abril de 2024 DESTAQUES: Bolsonaro dá esporro em Queiroga e Sérgio Queiroz; PL decidiu que não vai apoiar filho de Wellington Roberto em CG; e Sara Cabral não pode concorrer em Bayeux

Está no Hype

Go to Top