SENADOR E VICE DE JOÃO? Cinco dos principais analistas políticos apontam os prováveis nomes a serem escolhidos

Um dos principais assuntos nessa pré-campanha na Paraíba, é a indefinição dos componentes da chapa de João Azevêdo.

Vários nomes já foram ventilados para os dois cargos, Efraim Filho, Aguinaldo Ribeiro, Léo Bezerra, Lucas Ribeiro, Rangel Júnior, etc. Todos políticos dos mais diferentes espectros partidários e ideológicos.

Nessa matéria nós conversamos com 5 dos principais jornalistas políticos do estado, e ouvimos a análise e os desdobramentos que cada um aponta, com as possíveis escolhas do Governador para a formação da chapa.

Luis Tôrres

Formado em Comunicação Social pela UEPB, Luís Tôrres é jornalista profissional desde 2000. Iniciou a carreira cobrindo o cenário político paraibano, como editor da Revista O Forte, de Cabedelo, e, depois, foi subeditor de Política do Jornal da Paraíba. Foi comentarista político da TV Cabo Branco, apresentador da TV O Norte e responsável pela coordenação de jornalismo de dois portais de notícias do Estado. Na TV Master, idealizou e conduziu por quase dois anos o Conexão Master. Atuou ainda no Sistema Arapuan, apresentando os programas Conexão Arapuan e o Conexão Direta, ambos na TV.

Exerceu por quase seis anos o cargo de Secretário de Comunicação Institucional do Estado. Atualmente, apresenta o programa Frente a Frente, que vai ao ar todas as segundas, às 21h30, na TV Arapuan, e colabora com o programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, ao meio dia, de segunda a sexta.

Luis acredita que o nome ao senado será doméstico, e que ganhe com a aventura, mesmo se perder a eleição, “A preço de hoje eu não acredito que João consiga tirar um político consolidado de uma reeleição, como por exemplo no caso de Gervásio, pois não existe estabilidade na base de João, a falta de unidade na base, repele qualquer político que queira ser senador, por isso nomes como Geraldo, Léo ou até Heron que também não irá aceitar a indicação, são mais prováveis a serem escolhidos pois não perdem nada se forem disputar a eleição”.

Luis crê em uma ruptura da base do Governador, “Para mim será uma das maiores jogadas políticas na história da Paraíba, se João conseguira unidade completa na sua base, os dois grupos não se bicam de jeito nenhum, eles não querem que nenhum grupo seja relevante agora, já pensando em 2026. A dificuldade que João tem em juntar grupos, é que esses grupos sabem que João só é uma ponte para o poder do outro grupo, e isso gera ciúmes, só se João tivesse duas vagas de vice para conseguir satisfazer Republicanos e Progressistas”.

De acordo com a ótica de Luis, os Republicanos só continuam na base pois não existe uma definição clara de quem será o vice, “Para mim será uma surpresa muito grande se ele conseguir formar uma chapa com os dois partidos ao seu lado, o Republicanos só não saiu do barco, porque João ainda não bateu o martelo, em relação a Lucas, o Governador sabe disso e acaba angariando ainda mais insatisfação dos dois aliados, porque sabe que não vai conseguir satisfazer os dois ao mesmo tempo e se ele decidir por ir com Lucas, o Republicanos sabe que irá ficar de lado em 2026 e não perderá tempo em sair da base do Governador”.

Fábio Bernardo

Fábio Bernardo é radialista e jornalista graduado UFPB. Iniciou a carreira em 1995 no Jornal A União, onde foi repórter e editor setorial. Em 1998, ingressou no Jornal Correio da Paraíba e atuou como editor-adjunto de Esportes e de Política, além de assinar a coluna Informe.

Trabalhou nas rádios CBN, Correio, Sanhauá, O Norte e Arapuan, e fundou o portal de notícias www.paraibaja.com.br. Atualmente é um dos apresentadores do programa F5, da 89 Rádio Pop.

Fábio acredita na escolha de dois nomes do Progressistas na chapa, Lucas Ribeiro para a vaga de vice e para o senado, o vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra.

O jornalista crê em uma base forte e que consiga comportar os anseios de Progressistas e Republicanos, “Acredito que João consiga manter a base, pois existem deputados como Wilson Filho e Raniery Paulino que já disseram que mesmo sem o Republicanos na majoritária, eles marcham ao lado de João. O partido também tem força para negociar a provável Presidência da Assembleia em 2023, e isso pode satisfazer os Republicanos”.

Fábio afirma não existir chance para uma ruptura, principalmente no lado dos Progressistas, “Cícero Lucena que é um dos principais expoentes dos Progressistas no estado, afirmou categoricamente que segue ao lado de João e o peso de Cícero hoje é muito forte, eu não consigo ver o partido fora da base, principalmente por causa de Cícero. E os Republicanos, que no começo ficaram incomodados, por serem preteridos na vaga de vice, hoje já afirmam que ficam na base, independente do nome escolhido por João”.

O único analista a apontar Léo Bezerra como o candidato do senado da chapa, acredita que ele pode ser uma surpresa e uma aposta certeira de João, “Léo Bezerra desempenha um papel importante ao lado de Cícero, o seu pai é um deputado estadual influente na base de João e ele não perderia nada concorrendo nessas eleições, se ele não for vitorioso, ele volta para a prefeitura da capital e conseguiria ainda mais estadualizar o seu nome perante a Paraíba”.

Felipe Nunes

Jornalista formado pela UFPB. Com passagens pelas TVs Cabo Branco e Master, atua no Sistema Arapuan e no site Polêmica Paraíba. Escreve sobre acontecimentos da política e do cotidiano

Felipe acredita em uma chapa que englobe os Progressistas e o PSB, “O Progressistas é um importante aliado do Governador, principalmente na região metropolitana de João Pessoa, João já perdeu Efraim, e Aguinaldo largou a pré-candidatura, com a condição de ter o um vice do seu partido, Lucas Ribeiro deve ser esse nome e não vejo condições dele perder outro importante aliado”.

“No senado, eu acredito que o Governador perdeu o timing da escolha e agora vai ficar com um nome que não é tão forte politicamente, eu acho que ele irá deixar a decisão para o último minuto, os aliados mais próximos afirmam que o candidato será surpreendente, eu acho que esses nomes podem ser os de Gervásio Maia, Geraldo Medeiros ou Heron Cid”.

Felipe afirma que se surpreenderia se João conseguisse reunir dois nomes fortes e unânimes para a composição da chapa, ” Com todos os percalços dessa pré-campanha, eu não acredito que o Governador consiga angariar dois candidatos com peso e força política em todo o estado, João não tem mais tempo e nem nomes, para formar uma chapa robusta nessas eleições, se isso ocorrer, vai desmontar toda a oposição, que já conta com um João, um tanto quanto enfraquecido”.

David Maia

O Gerente de conteúdo da TV Master, assessor de comunicação e dono do blog Acesso Político (https://acessopolitico.com.br/), David Maia, acredita na volta de Efraim Filho à base de João, “Eu acredito na volta de Efraim, na política tudo pode mudar, com um bom diálogo, a preço de hoje Efraim afirma que não volta, mas João diz que quem saiu do projeto foi Efraim e até o dia 5 de agosto, tudo pode acontecer”.

“Eu não acredito em uma grande transferência de votos dos prefeitos dos Progressistas para o Governador, na minha ótica os Republicanos e os seus deputados conseguem ser mais importantes e relevantes na base, o mais provável é a saída dos Progressistas, o vice-governador ser alguém dos Republicanos e o senador ser Efraim, com essa chapa, eu acho que João ganha, Efraim ganha e Adriano e os Republicanos ganham cada vez mais força”.

David crê que se Efraim se mantiver ao lado de Pedro, o ramo ideológico será o principal motivo para a escolha do companheiro de chapa de João, ” O vice será uma pessoa de confiança do Governador, acredito em Wilson Filho ou Adriano Galdino e se Efraim continuar mesmo com Pedro, a vaga do senado tende a ser de Rangel Júnior, ele se assemelha com João por ser da esquerda, com isso o Governador não teria uma chapa muito abrangente politicamente, mas teria ao seu lado um nome, que pensa como ele e que não causaria problemas com os outros aliados”.

Bruno Lira

Radialista e dono do Blog do Bruno Lira (https://www.blogdobrunolira.com.br/), que cobre principalmente o sertão do estado, o jornalista acredita em uma provável saída do Progressistas da base de João Azevêdo, “Eu acho que o Progressistas pode sair do projeto, Cícero deve continuar fiel ao Governador, mas Aguinaldo e seu clã devem pular do barco, pois eu acredito que o vice, será alguém dos Republicanos e se isso realmente acontecer, não terá sentido a continuidade dos Progressistas na base”.

Bruno crê em Adriano Galdino como um nome forte para a vaga de vice-governador e em uma solução caseira para o senado, “Eu acho que João não tem tempo para escolher um novo nome de outro partido para o senado, ele pode optar por um Geraldo Medeiros ou um Heron Cid e deve seguir com o Republicanos ao seu lado, pois já são seus aliados desde 2018 e com Adriano ou até mesmo Raniery Paulino, como o candidato a vice-governador”.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: Camilo Santana esteve na Paraíba e ninguém soube; Cássio pode ser candidato em CG?; e nomes dos vices estão em alta em Bayeux 20 de maio de 2024 DESTAQUES: Camilo Santana esteve na Paraíba e ninguém soube; Cássio pode ser candidato em CG?; e nomes dos vices estão em alta em Bayeux DESTAQUES: Rusga entre Assembleia e o Governo do Estado; PT tem decisão importante na segunda-feira; e Inácio cansou de esperar por Romero em CG 17 de maio de 2024 DESTAQUES: Rusga entre Assembleia e o Governo do Estado; PT tem decisão importante na segunda-feira; e Inácio cansou de esperar por Romero em CG DESTAQUES: Na reunião do PT, 90% defenderam candidatura própria; e representante da prefeitura acusa membro do governo no caso da poluição das praias 16 de maio de 2024 DESTAQUES: Na reunião do PT, 90% defenderam candidatura própria; e representante da prefeitura acusa membro do governo no caso da poluição das praias DESTAQUES: O candidato de João Azevêdo ao governo pode ser Hugo Motta; advogado João de Deus se filiou ao PSB em Cajazeiras; e Wilson Santiago voltou a titularidade na câmara dos deputados 9 de maio de 2024 DESTAQUES: O candidato de João Azevêdo ao governo pode ser Hugo Motta; advogado João de Deus se filiou ao PSB em Cajazeiras; e Wilson Santiago voltou a titularidade na câmara dos deputados DESTAQUES: Lula teria decidido por candidatura própria em João Pessoa e o escolhido foi Cartaxo; Romero não tem responsabilidade com Campina Grande?; e ALPB ‘desobriga’ presença de secretários de Educação 8 de maio de 2024 DESTAQUES: Lula teria decidido por candidatura própria em João Pessoa e o escolhido foi Cartaxo; Romero não tem responsabilidade com Campina Grande?; e ALPB ‘desobriga’ presença de secretários de Educação

Está no Hype

Go to Top