Guedes cita R$ 1,1 trilhão em investimentos: ‘Brasil está condenado a crescer’

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (15) que o país está “condenado a crescer”. A declaração ocorreu durante o lançamento do Novo Marco de Securitização e Fortalecimento de Garantias Agro, no Palácio do Planalto. Segundo Guedes, até o final do ano, o Brasil contará com R$ 1,1 trilhão de investimentos contratados em concessões e o comparou com o Plano Marshall, um ajuda financeira dos Estado Unidos para reconstruir a Europa após o fim da Segunda Guerra Mundial.
“Até o final do ano, nós vamos a R$ 1,1 trilhão de compromissos de investimentos. São dois planos Marshall. US$ 100 bi foi o que reconstruiu a Europa no pós guerra. Nós temos dois planos Marshall para desenhar o futuro do Brasil já contratados. O Brasil está condenado a crescer. Nós temos R$ 1,1 trilhão de contratos que serão assinados. Esse ano nós temos Eletrobras, Correios, Porto de Santos, Porto de Vitória, Aeroporto Galeão, Aeroporto de Congonhas. Estamos trabalhando”, apontou.
Guedes ainda agradeceu ao Congresso e disse que a classe política trabalha para quebrar paradigmas em ano eleitoral. “O presidente da Câmara e do Senado disseram que querem quebrar o paradigma de que no último ano ninguém trabalha porque só pensa em eleição. É diferente. Esse ano a classe política brasileira está mudando para melhor, está construtiva. Quero agradecer à Câmara e ao Senado porque estão todos nos ajudando a fazer essas reformas”, concluiu.

Mais Lidas

Destaques

PELO SIM, PELO NÃO

DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  19 de abril de 2024 DESTAQUES: A imprensa é culpada no caso do Pastor Sérgio e na possível demissão do secretário do governo?; Em Guarabira, Léa vai enfrentar Raniery; na cidade de Patos, executivos e secretários tem aumento de 70%  DESTAQUES: O sonho de Lula é eleger João Azevêdo e Poliana Dutra em 2026; candidatura de Romero vira aposta em CG; e Wilson Santiago aparenta estar omisso na briga para mudar o secretário de educação 18 de abril de 2024 DESTAQUES: O sonho de Lula é eleger João Azevêdo e Poliana Dutra em 2026; candidatura de Romero vira aposta em CG; e Wilson Santiago aparenta estar omisso na briga para mudar o secretário de educação DESTAQUES: Galdino diz que Republicanos vai indicar o vice de Romero em CG; Aguinaldo foi escolhido líder da maioria no congresso; e Júnior Araújo não pensa em formar um g8 ou g11 na ALPB 17 de abril de 2024 DESTAQUES: Galdino diz que Republicanos vai indicar o vice de Romero em CG; Aguinaldo foi escolhido líder da maioria no congresso; e Júnior Araújo não pensa em formar um g8 ou g11 na ALPB DESTAQUES: Daniella Ribeiro será senadora em 2026; presidente do Sousa deve ser o vice do prefeito Tyrone; e Domiciano Cabral foi relapso e abandonou a defesa de Sara Cabral 16 de abril de 2024 DESTAQUES: Daniella Ribeiro será senadora em 2026; presidente do Sousa deve ser o vice do prefeito Tyrone; e Domiciano Cabral foi relapso e abandonou a defesa de Sara Cabral DESTAQUES: Bolsonaro dá esporro em Queiroga e Sérgio Queiroz; PL decidiu que não vai apoiar filho de Wellington Roberto em CG; e Sara Cabral não pode concorrer em Bayeux 12 de abril de 2024 DESTAQUES: Bolsonaro dá esporro em Queiroga e Sérgio Queiroz; PL decidiu que não vai apoiar filho de Wellington Roberto em CG; e Sara Cabral não pode concorrer em Bayeux

Está no Hype

Go to Top